Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LITORAL CENTRO - COMUNICAÇÃO E IMAGEM

“A LIBERDADE DE IMPRENSA É UM DOS GRANDES BALUARTES DA LIBERDADE E DA DEMOCRACIA QUE NUNCA DEVE SER RESTRINGIDA POR FORÇAS OU GOVERNOS DESPÓTICAS.” - J.Carlos

“A LIBERDADE DE IMPRENSA É UM DOS GRANDES BALUARTES DA LIBERDADE E DA DEMOCRACIA QUE NUNCA DEVE SER RESTRINGIDA POR FORÇAS OU GOVERNOS DESPÓTICAS.” - J.Carlos

LITORAL CENTRO - COMUNICAÇÃO E IMAGEM

18
Set19

Leiria | Município prepara regulamento de atribuição de benefícios sociais aos bombeiros voluntários do concelho


J. CARLOS

A Câmara Municipal de Leiria aprovou esta terça-feira a abertura de um procedimento administrativo para a elaboração do Regulamento Municipal de Atribuição de Benefícios Sociais às Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários do Concelho de Leiria.
 
Segundo o texto da deliberação, esta proposta vai ao encontro do propósito do Município de cooperar em estreita relação com as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários do Concelho de Leiria, que de forma inequívoca prestam assistência à população em situação de emergência, catástrofe e calamidade. 
 
 
18
Set19

Reguengos de Monsaraz vai ter projeto piloto para um sistema PAYT de recolha seletiva de resíduos


J. CARLOS

 
O Município de Reguengos de Monsaraz vai assinar um protocolo com a Gesamb – Gestão Ambiental e de Resíduos para a implementação de um projeto piloto para um sistema PAYT (Pay-as-you-throw) de recolha seletiva e para reforço do circuito de recolha de plástico no canal HORECA (Hotéis/Restaurantes/Cafés). O protocolo surge no âmbito da candidatura aos fundos comunitários que a Gesamb apresentou ao Plano Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).
 
Através do sistema PAYT, a autarquia pretende promover a separação de resíduos pelos munícipes e a recolha seletiva para criar mecanismos que permitam reduzir a tarifa de resíduos cobrada ao consumidor, mediante a entrega de recicláveis numa área identificada pelo município onde vão estar contentores para a deposição de papel/cartão, plástico/metal e vidro. O sistema prevê a criação de uma taxa variável em substituição da taxa fixa, que será de maior valor conforme o volume ou peso dos resíduos que cada cidadão produzir.
 
18
Set19

Évora lidera na Recolha de Resíduos Biodegradáveis


J. CARLOS

A Câmara Municipal de Évora e a Gesamb – Gestão Ambiental e de Resíduos, EIM, vão implementar um projeto piloto que visa efetuar a recolha seletiva de Resíduos Urbanos Biodegradáveis (RUB) em grandes produtores do setor não residencial no concelho de Évora.
Este projeto, apresentado na passada terça-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na presença de vários eleitos do município de Évora, entre os quais o vereador do pelouro Alexandre Varela, e de representantes de entidades públicas e privadas, consiste na disponibilização de contentores para deposição seletiva de RUB, na criação de um circuito de recolha dedicado desta fração, que será assegurada pela Câmara Municipal de Évora e encaminhado para a Unidade de Tratamento Biológico da Gesamb.
 
Candidatado e aprovado no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), o projeto piloto de recolha seletiva de Resíduos Urbanos Biodegradáveis pretende avaliar a qualidade do composto produzido, utilizando uma recolha seletiva e as potencialidades da mesma em termos de valorização, com claras vantagens na produção de um composto de elevada qualidade sem que isso represente um aumento nos custos da recolha dos resíduos indiferenciados.
 
Este é o primeiro de três projetos que o Município está a desenvolver com a GESAMB neste domínio, devendo os seguintes incidir sobre a recolha de resíduos diferenciados e sobre a recolha dirigida à restauração e hotelaria do Centro Histórico. Neste último caso, tal como foi referido pelo vereador, para intervir num ponto crítico da recolha de resíduos.
 
18
Set19

Évora | Câmara Municipal aguarda a entrega dos projetos de especialidade


J. CARLOS

Com o fim do cabal esclarecimento sobre notícia publicada no “diário do sul” a 17 de Setembro de 2019, onde a senhora reitora terá afirmado que se deve à Câmara Municipal o atraso no arranque das obras da residência universitária, cumpre-me informar os seguintes factos:
1. Foram entregues a 16 de Abril de 2019 nos serviços técnicos do município os projectos de arquitectura do empreendimento em causa.
2. Os referidos projectos estiveram em apreciação e foram objecto de despacho de deferimento por parte do vereador do pelouro a 7 de Junho 2019 e do Presidente da Câmara no dia 11 de Junho de 2019.
3. A Universidade de Évora foi notificada dos despachos em ofício datado de 13 de Junho e instada a entregar as peças processuais subsequentes.
 
18
Set19

Religião | SÍNODO DA PAN-AMAZÔNIA — Quem o promove, quais são as suas doutrinas, quem o apoia


J. CARLOS

 
Carlos Eduardo Sodré Lanna
 
Oque pretende o Sínodo da Amazônia? O seu documento preparatório (Instrumentum laboris) encontra-se disponível e seu conteúdo é alarmante, pois propõe um rompimento com os ensinamentos tradicionais da Igreja Católica em pontos fundamentais e imutáveis, inclusive alterando a doutrina católica para adaptá-la a uma nova realidade.
 
Os temas incluem desde o modelo de desenvolvimento da região até o celibato sacerdotal, propostas ecológicas e panteístas,a ponto de chamar a atenção do público, mesmo dos não católicos. Os organizadores desse Sínodo pretendem utilizá-lo para lançar uma nova Igreja – mistura de cristianismo e paganismo indígena – dedicada ao culto panteísta da “mãe-terra”, com a preservação da mata virgem e a promoção do tribalismo comunitário, como alternativa à sociedade industrializada, consumista e predatória do meio ambiente.
 
Pregam uma nova ordem social, fundamentada na organização tribal, pois o índio vive num sistema de comunidade de bens no qual não há patrões, salários etc. Somente a tribo prevalece, observando quase todas as liberdades individuais. Muito diferente do conceito católico tradicional de missões, o objetivo dessa nova missiologia não é a evangelização dos povos e a salvação das almas, mas a criação de uma nova ordem social.
 
Exemplo disso provém de um missionário italiano responsável pelo Instituto de Missões Consolata em terras dos índios ianomâmis. Em entrevista a um portal espanhol, ele se gabou de dirigir “uma missão na qual há 60 anos ninguém foi batizado”.
 
18
Set19

Évora | Eleitos eborenses realizam visitas a escolas do Concelho


J. CARLOS

O Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, e a Vereadora da Educação, Sara Dimas Fernandes, acompanhados da responsável da Divisão de Educação, estão a realizar uma visita a um Estabelecimento de Ensino e Educação de cada Agrupamento de Escolas para assinalar o início do novo ano lectivo. Uma visita onde se aproveita para conhecer melhor como está a decorrer o arranque do novo ano, mas também para verificar o resultado de melhorias efectuadas pela Autarquia.
 
A visita no dia 16 de Setembro foi ao Jardim de Infância Garcia de Resende e no dia 17 à Escola Básica e ao Jardim de Infância de S. Sebastião da Giesteira e à EB Graça do Divor.
 
Em S. Sebastião, o destaque foi a obra de substituição da cobertura do edifício da escola e na EB Graça de Divor a modernização de equipamento e mobiliário. A EB da Cruz da Picada será outro dos locais a visitar, onde se requalificou a cozinha, assim como o novo edifício polivalente da EB de Almeirim.
 
Refira-se que, das obras e beneficiações nas escolas do Concelho de Évora, as mais significativas no ano letivo 2018/2019 foram: EB Almeirim (Ampliação com construção de refeitório/copa e polivalente, incluindo instalações sanitárias e recreio coberto, pavimentação de recreio exterior, pintura interior e exterior de toda a escola, incluindo do campo de jogos); EB Horta das Figueiras e EB Frei Aleixo (montagem de novas caldeiras de aquecimento); EB Sr.ª Glória, EB Cruz da Picada, EB Almeirim e EB Azaruja (Montagem de novos equipamentos de ar condicionado em salas de aula); EB Frei Aleixo, JI Cruz da Picada e EB Vendinha (Substituição de aparelhos de ar condicionado); EB Comenda, EB Canaviais (Afagamento de pisos); EB Cruz da Picada, EB Sr.ª Glória, EB Vista Alegre (montagem de automatismos nos portões de entrada para facilitar vigilância); EB Vendinha, EB Almeirim e EB Manuel Ferreira Patrício (aquisição e instalação de novas máquinas de lavar louça); EB Canaviais (substituição do piso do espaço de jogo e recreio do JI); EB Rossio, EB São Sebastião Giesteira, EB Graça do Divor, EB Chafariz D`El Rei (aquisição de mobiliário diverso); EB Santa Clara – reparação do sistema aquecimento água em balneários); EB Rossio (substituição de piso no hall de entrada do edifício norte) e EB Santa Clara e EB Manuel Ferreira Patrício (aquisição de várias balizas de futsal/andebol);  EB Horta das Figueiras (Execução de nova rampa e substituição de rede do campo de jogos).
 
18
Set19

Viagens de 30 autarcas a Istambul investigadas. Presidente da Câmara de Penamacor acusado


J. CARLOS

Resultado de imagem para Viagens de 30 autarcas a Istambul investigadas. Presidente da Câmara de Penamacor acusado

Em causa estão viagens à Turquia pagas por uma empresa de informática. Ao todo, terão sido oferecidas deslocações a membros de 15 autarquias, escreve o “Público”.
 
O Ministério Público (MP) acusou o presidente e o vice-presidente da Câmara de Penamacor do crime de "recebimento indevido de vantagem" por terem participado numa viagem à Turquia que foi paga por uma empresa. O jornal “Público” desta quarta-feira adianta que 30 autarcas do PS e PSD vão ser investigados.
Em causa estão viagens a Istambul pagas por uma empresa de informática que fornecia 15 municípios. Ao todo, terão sido oferecias deslocações a membros de 15 autarquias, escreve o “Público”.
Esta terça-feira, a agência Lusa avançou que o Departamento de Investigação e Ação Criminal de Coimbra acusou o presidente e o vice-presidente da Câmara de Penamacor (distrito de Castelo Branco), António Luís Beites e para Manuel Joaquim Robalo, respetivamente. O MP também pede perda de mandato para os dois autarcas eleitos pelo PS.
Os factos remontam a abril de 2015, altura em que António Luís Beites e Manuel Joaquim Robalo fizeram uma viagem à Turquia, promovida por uma empresa e na qual também participaram outros autarcas e representantes de comunidades intermunicipais.
Segundo a acusação, a viagem decorreu entre os dias 18 e 21 de abril e as despesas de todos os participantes foram integralmente suportadas pela empresa "Ano - Sistemas de Informação e Serviços", que pretenderia convencer os autarcas a comprarem as respetivas soluções informáticas.
 
18
Set19

Torres Vedras | GRUPO DE MÚSICA CONTEMPORÂNEA DE LISBOA VEM A TORRES VEDRAS


J. CARLOS

O Teatro-Cine de Torres Vedras acolhe no próximo dia 27 de setembro, pelas 21h30, um concerto do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa (GMCL).
Fundado em 1970 por Jorge Peixinho, este é, saliente-se, o primeiro grupo português de música contemporânea, desempenhando um papel histórico de vanguarda na abertura à estética musical.
Ao longo dos seus mais de 40 anos de existência, o GMCL apresentou-se em inúmeros concertos e festivais internacionais de música contemporânea por diversos continentes e, em Portugal, nas principais salas de concerto. Participou ainda em diversos projetos e obras originais para teatro, cinema e multimédia.
Paralelamente, o GMCL realiza uma ação pedagógica regular e fecunda de divulgação, formação de públicos e de novos intérpretes e de estímulo à criação, nomeadamente no âmbito do projeto que desenvolve desde 2000 com o apoio da DGArtes.
A discografia do GMCL, aplaudida pela crítica, constitui uma referência incontornável no domínio da música contemporânea e, em particular, na interpretação das obras de Jorge Peixinho.
 
18
Set19

Marinha Grande | INOVAÇÃO - DESMATERIALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS MUNICIPAIS


J. CARLOS

A Câmara Municipal da Marinha Grande adquiriu a equipamentos de digitalização com software de gestão de arquivo normalizado e gestão do dossier digital, para desmaterialização de processos da autarquia.
 
Com esta medida, pretende-se promover o trabalho cooperativo entre todos os intervenientes, reforçando a identidade e as dinâmicas locais, no desenvolvimento dos projetos municipais e dos serviços de apoio às populações. A digitalização e desmaterialização é um processo que consiste na conversão de um suporte físico de dados e/ou informação para um suporte em formato digital.
 
Para a presidente da Câmara Municipal, Cidália Ferreira, “hoje demos um importante e decisivo passo a caminho da total desmaterialização dos serviços municipais. Com a instalação de várias digitalizadoras de grandes formatos, num investimento total de mais de 170 mil euros, dá-se agora início à fase de digitalização de todos os documentos de grandes formatos, preparando-se assim o caminho para se eliminar a utilização do papel de forma diária dos serviços do Município da Marinha Grande”.
 
18
Set19

Oeste | Detetados ninhos de vespa asiática no concelho


J. CARLOS

Resultado de imagem para Detetados ninhos de vespa asiática no concelho

A Câmara Municipal da Marinha Grande, através do Gabinete de Proteção Civil, identificou a existência no concelho de ninhos de Vespa “velutina” ou asiática (“Vespa velutina nigrithorax”), espécie predadora da abelha europeia.
Alerta-se a população para a adoção de comportamentos que visem a identificação e a disseminação da vespa asiática no concelho. Os cidadãos não devem remover e/ou destruir os ninhos por si identificados.
Devem comunicar diretamente com a Câmara Municipal da Marinha Grande ou com as respetivas Juntas de Freguesia. Podem também utilizar a plataforma eletrónica SOS Vespa (www.sosvespa.pt) ou contactar a linha SOS Ambiente (808 200 520).
Após a comunicação dos casos, é efetuada uma deslocação ao local pelos técnicos do Serviço Municipal de Proteção Civil / Gabinete Técnico Florestal. Caso se confirme trata-se de um ninho de Vespa velutina ou asiática, a situação é comunicada à empresa contratada pela Câmara Municipal para o efeito e agendada a destruição do ninho.
O controlo da Vespa velutina ou asiática, é efetuado através da remoção e eliminação dos ninhos com a aplicação de um inseticida, por pulverização diretamente nos ninhos. A Vespa velutina é uma espécie não-indígena, predadora da abelha europeia (Apis mellifera), proveniente de regiões tropicais e subtropicais do norte da India, do leste da China, da Indochina e do arquipélago da Indonésia.